"Abre a tua boca a favor do mudo... - Provérbios 31:8" ANO 28  
Menu
Início
Notícias
Nossa História
Artigos
Links
Fale Conosco
Fotos & Flashs
Enquetes
Igreja Presbiteriana
Audio (Podcast)
Video
Biblia Online
Teatro
Quem somos?
Peças
Oficina
Agenda
Notícias
Música
Quem somos?
Homenagem
Agenda
Notícias
Jornalismo
Quem somos?
Jornal ENFOK
Projetos
Agenda
Notícias
Procurar


Sermão 16 de Agosto 2009 - Igreja Presbiteriana de Rio Doce (Podcast) PDF Imprimir E-mail

"Um Convite ao Arrependimento"


reinaldo
Rev. Reinaldo Burgos Jr.

Para você que não pode ir a Igreja ou gostaria de reviver o momento da pregação, estamos disponibilizando em fase experimental a pregação dos pastores da nossa igreja. Abaixo segue o link para você baixar o arquivo em formato MP3 para você escutar no carro, no ônibus no seu MP3 Player ou escutar em casa mesmo. Se você deseja adquirir o CD com esta pregação, mande um email para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email solicitando uma cópia.
Para baixar o áudio da pregação, basta clique no link abaixo.
Obs: Caso você não deseje baixar o arquivo, mas escutá-lo diretamente no seu navegador, na página do download, existe uma opção para isto.


poscast
Audio da Pregação do Pr. Reinaldo Burgos
Formato: MP3
Tamanho : 45MB
Tempo Aproximado: 50 min


 

Apocalipse 3.14-22

 

Todos nós gostamos de receber cartas. E, principalmente, quando elas descrevem sobre as amizades que cativamos, o amor que conquistamos, os anos de vida que nos foram acrescentados, as felicitações do final de ano, ou até mesmo de uma pessoa que a muito não tínhamos contato, ficamos alegres e felizes. Agora imagine se você tivesse o privilégio de receber uma carta escrita pelo Senhor Jesus? Uma carta descrevendo quem você é, como está a sua vida diante dele, e como ele se sente da forma como você está desempenhando a sua missão. Como seria o conteúdo desta carta? Seria um  alegre e feliz? Ou um conteúdo triste cheio de alertas e repreensões?

    O apóstolo João, passou seus últimos anos em uma ilha rochosa chamada Pátimos, enquanto era prisioneiro do império romano (Cap. 1.9). E nessa ilha, escreveu a cristãos de sete igrejas, a saber: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia (Cap. 1.11).
    No livro do apocalipse encontramos essa série de mensagens enviadas por Jesus  e registradas pelo apóstolo João, quando este, teve uma visão do próprio Cristo. Essas cartas foram dirigidas a muitos cristãos que estavam sofrendo perseguição e opressão por parte do império Romano e possuem duas funções básicas: 1) Revelar os critérios pelos quais o Senhor Jesus julga sua igreja que somos nós; 2) E a obediência dessa igreja em relação à missão.  

    A carta em que nós vamos meditar é a última, destinada a igreja em Laodicéia que significa um povo julgado. Sabemos que Laodicéia era um importante centro comercial e bancário na Ásia Menor. A cidade ficou tão rica, que, quando foi destruída por um terremoto no ano de 60 d.C, seus cidadãos recusaram ajuda romana e a reconstruíram com recursos próprios.

1.    O Senhor sabe quem nós somos (v.15)
A palavra grega que traduz obras é Erga que vem de ergom e significa as suas realizações diárias, aquilo que você faz diariamente, rotineiramente. Refere-se a nossa vida diária. O Senhor conhece o nosso dia a dia, conhece quando nós estamos fora da igreja, em casa, no quarto, diante do computador, na escola, faculdade, trabalho, na vizinhança, etc.
Ex: Hb. 4.13; 1 Sm. 16.6-7; Is.55.8-9.

2.    O Senhor sabe o que nós temos feito (v.16)
A igreja de Laodicéia perdeu o rumo, se esqueceu do seu chamado da sua função. Nem proporcionava refrigério como às águas de Hierápoles, nem alívio como as de Colossos. Ex: Mt. 5.13-16; Cl. 4.6; Fp. 4.8.

3.    O Senhor sabe o que precisamos fazer (v.17-19)
Estou contente com a minha vida, com a minha visão, com a minha missão, e não quero mudar. Mas para que essa situação modificasse o Senhor recomendou que eles comprassem ouro refinado pelo fogo, vestiduras brancas e colírio. Ex: 1 Pe. 1.7; Ap. 7.14; Jo. 16.13.

“Nos laços que nos unem no calvário”
Pr. Reinaldo Burgos

 

Última atualização em Qua, 26 de Agosto de 2009 17:16
 
O Ministério Operação Reconstrução é Afiliado a Igreja Presbiteriana de Rio Doce - Olinda-PE